quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012


Isto é o que me apetece fazer (de tão apertado que trago o coração).
É bom viajar, mas parte da felicidade fica aqui :(
Ele: Temos que comprar uma caravana rapidamente, não quero voltar a viajar sem o Yofi!!!
Está também ele rendido com este bicho de 4 patas.

Obrigada

Obrigada (bedankt, gracias, thanks, merci...) às 400 pessoas que passaram aqui pela Salsinha em apenas 2 dias.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

...2...

...e hoje faltam só dois dias para ir a um sítio durante 5 dias (depois logo digo onde). Mas será possível, andar aqui com uma "dor" no peito de deixar o meu Yofi aqui com uns vizinhos (que parecem ser umas excelentes pessoas e que também tem um cãozinho, que é amigo do Yofi). Isto não é normal, tenho medo que ele pense que o abandonei, que não vou voltar, que sinta a minha falta, que fique triste....
Se pudesse levava-o comigo para todo o lado (tipo porta-chaves).
Gostava que ele percebesse que o amo todos os dias, mais um bocadinho.
Caramba, a palavra de ordem na minha vida tem sido saudade, saudade, saudade. Se estou cá tenho saudades do que estão lá, se estou lá tenho saudades dos que ficam cá....E do Yofi já tenho saudades dele e não fui (ando a compensá-lo com mimos extras há já alguns dias)
E não!! Ele não é só um cão, ele é o Yofi.

Mas isto só percebe, quem entende!!!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Ahhh,
Mistério!!!!!?????
Tenho saudades disto...

  ...e também disto...

 ...e disto.


Tenho umas saudades de um bom pão alentejano que salivo só de pensar. Ninguém merece!!
Quando for a Portugal traga a mala cheia!!!

4000

Olha e assim de repente....quase sem me aperceber chegamos aos 4000.
A Salsinha gosta e agradece.
Parabéns ;)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

**Parabéns multilingue

Ahh, a propósito disto. Hoje uma colega fez anos. Levou um bolo e os parabéns foram cantados (ideia minha claro) em todas as línguas do pessoal.
- Português (claro que fui eu que comecei);
- Russo (a nacionalidade da aniversariante);
- Francês;
- Holandês;
- Inglês;
- Indonésio;
- Árabe;
- Polaco;
- Búlgaro;
- Romeno;
- Espanhol. 

E assim é viver em Amsterdam!!!
Ahh, claro que a letra portuguesa é a mais bonita. Todas as outras se resumem a "parabéns para ti, parabéns para ti...." e não passam disto.
Beijinhos e sonhos docinhos. 

As minhas línguas

A minha vida é passada entre três (ou mais) idiomas. 
O inglês, pelo qual me expresso todos os dias. Já penso, definitivamente em inglês. Dou por mim a ter conversas mentais em inglês, até já devo sonhar nesta língua.
O holandês, que estudo, que leio, que oiço e que tento falar. Hoje o jantar foi todo passado em holandês. E a promessa de falar sempre em holandês quando há tempo está a ser cumprida. Mas vamos lá por os pontos nos is, que não se pense que eu falo bem. Desenrasco-me. Mas é bom, parece mentira, mas é verdade. 
O mais engraçado é que digo uma frase e a seguir vem "mas perceberam mesmo". Nem eu mesma acredito que já falo esta língua. 
E o meu português, como não poderia deixar de ser, falo-o quando falo para Portugal. 
No outro dia queria dizer qualquer coisa como "ele da-me muito apoio", então e para me lembrar da palavra apoio, minha nossa, só dizia suporte, isto por cauda do support. Ah, pois é e ainda só lá vão 4 meses, o que será daqui a um ano. 
Agora percebo os emigrantes, os famosos "franceses" de Agosto, no Algarve, que misturam o português com o francês e que dizem as maiores barbaridades. Não, não é pura vaidade (mania) e agora percebo. Eu que muitas vezes me ri e até julguei quem o fazia. Eu que, sem perceber, pensava que se estavam a armar. Não. Não estavam é apenas fruto do que se ganha ou perde quando se vive fora. 
Quantas vezes aqui, numa única frase misturo as três línguas. E, agora, o mais habitual é misturar o inglês com o holandês, isto porque há palavras que já sei melhor em holandês que inglês. 
Ahh, só mesmo para terminar, não são três são quatro porque volta e meia falo castelhano, que os há aqui as carradas.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Médicos, aqui

As minhas aulas de holandês são de veras interessantes, para além de irmos aprendendo a escrever, falar, ler...vamos também conhecendo aspetos culturais e modos de vida deste país. As aulas são temáticas e todas as semanas há um tema novo, o que as torna muito interessantes e de certa maneira sempre motivantes.
Esta semana o tema são os médicos, doenças e afins. Já me tinha vindo a aperceber pelo meu namorado que em termos médicos o sistema funciona bem diferente do português. Hoje, na aula tive a confirmação.
Parece interessante e melhor que tudo que funciona muito bem.
Ainda não tenho conhecimento suficiente para acrescentar muito pormenores. Mas um aspeto que achei bastante relevante é que, antes de se aparecer no médico deve sempre ligar-se, falar com a/o assistente do mesmo. Depois de explicados os sintomas, o assistente faz a triagem se é ou não necessário ir realmente ao médico. Se não for nada de grave, trata-se com paracetamol (aqui trata-se quase tudo com paracetamol).
Se se tratar de uma situação urgente aí sim marca-se uma hora com o médico de família.
Para além disso, as estatísticas dizem que os holandeses não gostam de ir ao médico e só mesmo em caso de extrema necessidade o fazem. Ao contrário dos estrangeiros que cá vivem que vão com frequência, liderando a tabela estão os turcos e os marroquinos.
Não querendo armar-me em analista, julgo que isto se poderá analisar também tendo em conta o fator cultural. Os holandeses (segundo a minha professora e o meu namorado) vão mais ao psicólogo. Ao contrário de outras culturas (incluindo um pouco a portuguesa também) que ainda julgam que psicólogos é para "maluquinhos". Então as doenças do foro psíquico vão-se tratando como se fosse dores nas costas, de cabeça e assim.

Coffee Shops

As coffee shops fazem parte da cultura desta cidade, devem ser centenas, pois em cada esquina há uma ou várias.
Entre Portugal e a Holanda, volta meia volta lá vem o espanto porque ainda nem sequer entrei numa.
Ora pois muito bem:
Não entrei!
Não sei se vou entrar!
Ainda não senti curiosidade!
E não irei enquanto achar que isso não acrescentará nada à minha vida. Só porque tenho que ser igual aos outros e fazer-me "amiga da malta" contrariado as minhas ideias!!!
Assim sou eu e como me amo por ser "não normal"!!
E mais, esta questão já se está a tornar num certo orgulho pessoal, quanto mais dizem que sou antiquada e afins, mais me apetece em não lá ir.
Hoje diziam-me assim, "mas entra só para ver, bebe uma coca-cola". Mas ver o quê?? Valha-me a Santa! Entar numa Coffee Shop, sentar-me, beber uma coca-cola e ver os outros a fumar, a comer bolos e afins, mas qual é a piada disto. Qual é a parte que eu ainda não percebi?!
Atenção que não estou a criticar quem lá vai, cada um é livre de fazer o que muito bem entende. E eu também!
Quanto a mim, não me apetece fumar ou comer coisas que me fazem rir, ver bolinhas e estrelinhas e alucinar. Não obrigada! Não preciso de estimulantes para me rir, para me divertir, para ser feliz.
Se vou morrer estúpida (como já me disseram) morro muito feliz e orgulhosa!




Bom dia alegria!!!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Em Portugal faz sol, aqui neva. 

why?

Apetece-me gritar! Quem me dera ter a capacidade de matar a morte que ceifa vidas tão precoces. Não é justo!!!  É contra natural.
Revolta-me, angustia-me, faz-me mal, não é justo!!!
É uma vida toda pela frente que se vai, é uma família que morre um pouco também, são amigos que ficam devastados por dentro. Porquê???
NÃO É JUSTO!!!

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Quase holandesa

Em Roma sê Romana.
Na Holanda sê holandesa...ou pelo menos tenta-se. 
Hoje lá fui eu à minha vidinha e voltei para casa carregada de compras, onde? onde? Na minha bicicleta, como uma verdadeira holandesa. Holandesa que se preze usa a bicicleta para quase tudo.
E olhem que não é fácil fazer equilibrismo numa bicicleta (de mini-saia) carregada até às orelhas e ter atenção a todo o resto que se faz circular pelas ruas. Desde os turistas desorientados que adoram andar na faixa das bicicletas como se de o passeio se tratasse (eu também já fiz o mesmo e confesso que quando ando a pé ainda me acontece às vezes). 
Ainda ontem ia uma senhora a passear-se com o seu troller em plena ciclovia, como se aquilo tivesse sido desenhado exatamente para esse efeito. Ignorou todas as apitadelas e protestos e lá foi à sua vida toda contente embebida nos seus pensamentos. Quase que aposto que ia a pensar que Amesterdão é uma cidade tão fantástica e futurista que até presenteia os turistas com estas faixas que tanto jeito dão para passear malas. 



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

saudades

Tenho saudades da minha praia.
Saudades de me sentar na esplanada do Paquete, beber um bom café, ler um livro, olhar o mar, perder-me na sua imensidão envolvida no sabor das ondas, deixar-me beijar pelo sol de inverno, não sozinha mas comigo mesma embebida na leveza dos meus pensamentos.
Ainda assim, gosto tanto de estar aqui!!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Se há um ano atrás me dissessem que um dia haveria de falar em holandês ao telefone. Diria que estava tudo louco….e não é que o acabei de fazer. Ainda que com algumas palavras meio “inglesadas”, a menina está orgulhosa!!

Vem mesmo a calhar

ahhhhh já agora depois de aqui estar há mais de 3 meses e de ouvir na rádio, televisão, internet..... constantemente a palavra "puntanel" quase em jeito de canção...blá, blá, blá, blá puntanel (parece que tudo termina em puntanel).
Realizei (com ajuda) que puntanel é tão simplesmente .nl (punt nl).
Mas esta gente vai-se lá saber porquê tem a mania de ler/falar 3 e 4 palavras todas juntas como se de uma única se tratasse.
Eu já devia saber que não se deve sofrer por antecipação.
Eu também já devia ter aprendido que não devo stressar com coisinhas de nada...blá, blá, blá..Pois tudo acaba por se resolver e ficar bem.
E apesar de achar que fiz melhorias consideráveis nestes assuntos nos últimos anos, nem sempre é fácil, nem sempre estamos para aí viradas, há dias e dias e há dias que apetece stressar só porque apetece. Unfortunately!!! 
Energias gastas a troco de nada grrrrrrrrrrrr.

Amor

Hoje e sempre!!
Muito!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Para ti

Haverá sentimento algum que se iguale ao amor!!?
Podemos até ter uma vida repleta de aventuras e alegrias mas nunca será completa se não conhecermos o amor!
Se não amarmos demais, é porque não amamos o suficiente!!!
Quero perder-me contigo!
Quero conhecer o mundo ao teu lado!
Quero rir até chorar contigo!
Quero amar como nunca antes!
Quero envelhecer ao teu lado!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Um dia o Inverno acaba

Porque nem todos os dias são bonitos aqui,
Porque o sol me faz falta,
Porque há momentos que as saudades me inudem,
Porque um dia o inverno acaba...

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Gosto disto

Hoje partilhei a minha viagem de Tram, com uma colega búlgara, como ela não fala muito inglês, lá nos desenrascamos em holandês (sabe muito bem começar a falar esta língua).
Às tantas veio a conversa da idade. Ela disse-me que tinha 27 anos e eu disse-lhe que tinha 33.
Ela perguntou 23 e eu repeti 33!!!
Ela não acreditou que eu tinha 33 e julgou mesmo que eu estava errada no número e disse-me que eu parecia ter cerca de 25.
Pois é, mas não tenho, são mesmo 33, quase 34.
Mas que sabe bem ter este aspecto de moça pequena, sabe e muito!!!

Amor supremo

Haverá algum amor mais forte que este???
Eu não sei, ainda não o sou (mas tenho um cão que amo muito)! Não quero de todo chocar as mães ao fazer tal comparação, mas para bom entendedor meia palavra basta. 
O que quero dizer com isto é que passei a perceber e a respeitar muito mais as preocupações que a minha mãe ainda tem comigo depois de adoptar o Yofi. 
A minha mãe todos os dias quando fala comigo diz-me, "não andes à chuva", agasalha-te bem" e por aí a fora. Mal, sabe ela que aqui não há hipótese de não andar a chuva e por mais roupa que se use é sempre pouca para este frio glaciar. 
Mas sabe bem este miminho de mãe, nem sempre dei e nem sempre dou o devido valor. Houve até vezes que interpretei mal esta demasiada preocupação. O que é certo é que há uma filha antes do Yofi e uma filha depois do Yofi. Porque eu só quero ver o meu cão feliz, bem alimentado, sem frio e o melhor possível. Chego ao ponto de lhe dar comida à mão, se ele não come. Portanto nem posso imaginar o amor que a minha mãe sente por mim!!!
Eu sempre achei que a sua preocupação era de mais. Ao ponto de lhe omitir factos da minha vida. Um exemplo desses foi quando fui de férias 9 dias à Jamaica com uma amiga. 
Como já saí de casa há muitos anos e vivo consideravelmente longe dos meus pais não foi dificil ir telefonando e dizendo que estava tudo bem e que estava em casa, no trabalho e por aí. Nem o fuso horário foi impedimento. 
Não o voltarei a fazer, pois ela não merece. Merece sim todo o meu respeito e honestidade. 
Só o fiz, efectivamente, para lhe poupar o sofrimento e a preocupação. Porque para ela o avião pode cair, posso ser raptada....enfim, tanta coisa!!!
Também não foi fácil dizer-lhe que vinha viver para Amesterdão. Para ela é mais fácil pensar que eu continuo a viver em Faro e apenas não vou tantas vezes a casa. O mais importante é que estou feliz e isso é o melhor que lhe posso dar.
Como posso eu criticar este amor e esta dedicação sem igual!!?
Eu também amo a minha mãe desmesuradamente.
E ela faz-me tanta falta aqui.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Sabe muito bem ir ao supermercado e começar a fazer perguntas em holandês, tipo:
Waar is de melk? (onde está o leite)
ou
Wat is de prijs? (qual é o preço)

Ainda que nem sempre se perceba a resposta, sabe mesmo muito bem!
Soma e segue porque a felicidade está nas pequenas coisas e também nas pequenas conquistas!
Todos os dias, assim que ponho o pé fora de casa dá-me a sensação que entro no congelador do meu frigorífico.
Frio quanto baste, tudo branco e muito gelo.
Agora com a agravante que andar na rua implica equilibrismo, a neve deu lugar ao gelo e um passo mal dado implica ir ao chão!

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Loucura total

Andávamos esta tarde a passear de loja em loja, quando numa delas passa isto:

Foi a loucura total!!!
Pessoas a dançar e a cantar (mesmo sem perceberem patavina da letra, tentam cantá-la).
Mesmo muito bom, as boas vibrações que esta música passa. É conhecida internacionalmente. 
Eu fiz a festa também!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Nós adoramos isto

video

Isto é no lago gelado. Daqui a pouco vamos patinar!
Eu que "jurei" não o fazer no lago com medo de ser "engolida" pela água. Parece que é seguro. Ainda que se ouça de quando em vez o som do gelo a rachar e eu fique quietinha em pânico. Não passa nada.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O Diário do Yofi - 7

Brinquei imenso na neve, tentei come-la, cheirá-la, apanhar bolas...
Entusiasmei-me, armei-me em esperto e quis assustar os patos no lago, mas caí na água gelada, para pânico dos meus donos. Consegui sair logo e continuei a brincadeira como se nada fosse.

  A cheirar e a tentar comer

 A apanhar bolas

 




A neve chegou

Num ápice ficou tudo branquinho, nem me dei conta. Quando olhei pela janela abri a boca, tal era o espanto e o encantamento.
É verdade que já fui à Serra da Estrela, à Serra Nevada, ao Montblanc... Mas nunca tinha visto nevar desta maneira, nunca tinha andando na neve "fresquinha" e fofinha. Talvez por isso parecesse uma moça pequena.
É mágico! As fotos falam por mim!

 Da janela da minha casa

 
Do parque 




  O lago completamente gelado

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

As bicicletas

Parece-me imperdoável que ainda não tenha dedicado um texto sobre as bicicletas, morando em Amesterdão há mais de 3 meses e tendo este blog sido criado para contar um pouquinho da minha vida aqui por estas bandas.
E ainda não vai ser desta!!!
Porque acho que dedicar aqui um post sobre bicicletas tem que ser uma coisa bem feita, com pesquisas, algum estudo e boas fotos.
Sendo eu uma apaixonada por bicicletas e (ex) praticante de BTT tem mesmo que ser qualquer coisa brem feita.
De qualquer maneira, já há muito que me anda a apetecer escrever qualquer coisinha a este respeito. Nomeadamente a minha opinião e admiração por estas pessoas que fazem as coisas mais impressionantes com uma simples bicicleta:
1 - A forma como transportam as criancinhas, bebés (e cães)  à frente, atrás, à chuva, ao frio, à neve.....
Tiro-lhes o chapéu, duvido que algum dia tenha essa coragem.
2 - Transportam tudo nas bicicletas, seja grande ou pequeno, lá vai. O meu namorado há umas semanas trouxe um móvel de casa de banho pesadíssimo, de uma distância ainda considerável.
3 -Dão boleia uns aos outros nas bicicletas. Eu gosto imenso de ir atrás na bicicleta. Eu descansadinha e ele a pedalar. E tem técnica que eu ainda não aprendi, montar e desmontar em andamento.
4 - A destreza, a agilidade e o equilíbrio são qualquer coisa de naturais entre esta gente. Eu acho até que eles aprendem a andar de bicicleta antes mesmo de começarem a andar.


Rendi-me!!!

-6 graus!
Parece-me bem!!!
Ao que parece é amanhã que neva. A ver vamos.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

namorada ou namorado

Hoje armada em espertinha, com a mania que já falo qualquer coisa de holandês chego à aula atrasada (por causa da história da bicicleta) e digo:
"Mijn vriendin probeerde te repareren".
Soube agora que o que disse foi:
"A minha namorada tentou arranja-la"
Pois bem, na aula ninguém disse nada, nem rectificou, não estivesse eu numa cidade onde a homossexualidade é vista com muita naturalidade e qualquer pessoa se assume e anda de mão dada...
Este foi, talvez, o primeiro de muitos equívocos verbais que irei cometer.
Na próxima aula tentarei subtilmente repor a verdade.
Boa noite

Patinagem canina

video
Está frio!
O lago congelou!
E hoje foi dia de experimentar patinagem.
Adorei e fiz as delícias dos meus donos!!!

Segunda oportunidade

Foi dada uma segunda oportunidade à minha bicicleta.
O meu namoradinho, que é um querido, ontem depois do trabalho, cansado e com frio pôs-se a arranjar a menina na rua.
Hoje, lá ia eu toda contente à minha vidinha quando a menina pifou again!!! Não há paciência que nos valha. Foi dada uma oportunidade, tentámos, mas está mesmo arrumada!!!