domingo, 15 de janeiro de 2012

E assim se começou o dia

Hoje começamos o dia com uma corridinha pelo parque. Depois do pequeno almoço e com a desculpa que ele tinha que estrear as sapatilhas novas da Asics lá fomos nós.
E que bem que soube. Realmente o desporto revigora corpo e alma.
Aqui ando mais preguiçosa, com a desculpa que está frio, mas em Portugal não parava.
Nunca fui de fazer desporto por obrigação, como tal havia alturas que parava por uns tempos e depois voltava a carga quando o corpo assim o pedia. O que é certo é que o desporto me devolve uma estranha sensação de bem-estar.
Não sou grande fã de ginásio, já fiz várias tentativas, mas não é de facto a minha onda.
Quando fui morar sozinha para Faro e porque me sentia longe de tudo, inscrevi-me nas aulas de aeróbica e step num ginásio.
Na altura fez-me um bem enorme e curou-me a mente da imensa solidão que sentia. Era divertido, conheci pessoas e fartava-me de rir com a descoordenação de movimentos.
Entretanto as aulas acabaram e ainda tentei continuar fazendo cárdio fitness, mas máquinas não é mesmo comigo. Porem-me a correr numa passadeira, ou a fazer de conta que estou a remar ou andar com pesos para cima e para baixo, não me dá gozo nenhum. E para mim desporto é sinonimo de prazer e não de obrigação.
Anos mais tarde veio o gosto pela natação, que adoro, e mais recentemente a paixão pelo BTT, que é a menina dos meus olhos (mais para a frente vou dedicar uns pots sobre estas duas modalidades e a forma como as encaro, é mais que merecido).
Entretanto, pelo meio veio novamente mais uma inscrição num ginásio, aulas de localizada, spinning (que adoro), body combat, kickboxing (que também gostei imenso, apesar de ter feito muito pouco).
Contudo, lá está, eu aprecio bastante o contacto com o exterior e como nem sempre conseguia ir às aulas que preferia, mais uma inscrição que foi para o caneco.
Há uns tempos atrás também experimentei defesa pessoal, adorei!!! Não continuei apenas por falta de disponibilidade horária e porque efectivamente convém fazer a modalidade com alguma assiduidade, pois aprendemos os truques, melhor dizendo, as técnicas de defesa. É fantástico, não agressivo mas bastante exigente no que diz respeito à coordenação, concentração e agilidade. Trabalha-se imenso o exercício físico, ao contrário do que eu pensava. 
Não sou, infelizmente,  viciada em desporto mas que tenho o bichinho cá dentro tenho e isso sabe-me muito bem
Seja qual a modalidade, no interior ou no exterior, o exercício físico é um excelente "medicamento" para prevenir inúmeras doenças, além disso faz-nos sentir fortes saudáveis e bem-dispostos.
Se a desculpa  é o dinheiro, para correr ou caminhar, o mesmo não é necessário.
O tempo também não é desculpa, pois só dá a desculpa da falta de tempo quem não quer fazer nada.
Estas são algumas das razões para se pôr a mexer.

3 comentários:

  1. Já me deixaste cansado!
    Acho que vou até ali ao sofá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desgraçado!!! saudades de pedalar contigo ;)

      Eliminar
  2. Sabes onde a malta está!
    É só te lembrares disso quando cá vieres e combina-se uma volta em grupo...
    Muitas Felicidades Ana!

    ResponderEliminar